Fale conosco

(14) 3878-1212 / (14) 9 9713-3771

Publicado em 08 de dezembro de 2023
O tempo

Com a queda da taxa de juros, a compra de imóveis volta a ser uma alternativa no radar dos brasileiros. Segundo o Censo QuintoAndar de Moradia, feito em parceria com o Datafolha, 57% das pessoas que pretendem se mudar querem comprar um imóvel, porém somente 45% dos que têm esse desejo possuem um planejamento financeiro para realizar este sonho. 

Para alertar sobre eventuais custos que envolvem o processo além do valor do imóvel, o diretor de crédito do QuintoAndar, Jonas Marchetti, listou os principais pontos para estar atento e como se planejar. 

“Na compra de um imóvel, além do valor que você paga pelo bem, sempre há despesas extras envolvidas, como taxas e cartório. Geralmente, esse excedente pode girar em torno de 4% a 10% do valor do imóvel - depende de algumas variáveis, como se o imóvel será comprado à vista ou financiado, e também se o imóvel é o primeiro adquirido da pessoa ou não, pois há possibilidade de alguns descontos. A pessoa compradora deve estar atenta a estes custos adicionais e buscar informações completas a respeito", explica Marchetti. 

“A realização do sonho da casa própria em si já demanda uma boa disciplina financeira, e é importante que esse planejamento envolva algum valor a mais para que o comprador não se veja em apuros”, afirma. 

Além dos custos já conhecidos do financiamento, como os juros, existem as cobranças feitas pelo cartório para documentação, registros, escritura e o famoso Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

Compartilhe nas redes sociais
Facebook Twitter Linkedin
Voltar para a listagem de notícias